Transgala | Soluções em Mobilidade Corporativa

O que é Supply Chain e sua relação com a Logística?

Pode ser que você já tenha visto o termo Supply Chain em diversas áreas da sua empresa. Ele é um termo que tem se popularizado bastante no setor de logística, mas você sabe o que ele significa e engloba?

Continue lendo o artigo para saber tudo sobre supply chain.

O que é Supply Chain?

Chamado de Gestão em Cadeia de Suprimentos, o Supply Chain Management envolve diversos processos da rotina na área de logística. Esse processo funciona como um ciclo que começa na fabricação e se conclui na entrega ao cliente final. O supply chain considera cada processo detalhadamente dentro de uma empresa, ou seja, uma cadeia completa.

O supply chain é uma metodologia que envolve, principalmente, as rotinas de cada etapa do processo, que incluirá diversas empresas conectadas, que são conhecidas como elos, para agilizar os processos e garantir que ele irá funcionar adequadamente. 

As diversas áreas de uma empresa fazem parte do processo, incluindo as etapas de vendas, marketing, além da logística, que não pode ficar somente sob a responsabilidade do fabricante.

Quando uma etapa falha, todo o processo é afetado. Por exemplo, no comércio, um lojista precisa entender as partes do processo, como prazos de entrega, métodos do fornecedor e até períodos de alta no transporte de pessoas.

A parte de transporte está nas etapas finais mas ela têm alta relevância, pois uma falha no transporte de pessoas pode gerar repercussões muito sérias, como o rompimento de um contrato.

Por isso, contratar empresas qualificadas, como a TRANSGALA, que presta serviços de transporte corporativo de confiança, é importante para garantir que a parte de transporte do supply chain estará sempre operando da melhor maneira possível.

Otimizando o Supply Chain

Buscar a otimização dos processos é uma parte natural do supply chain e isso é algo que acontece constantemente para que seja encontrado o melhor modelo para a empresa. Afinal, o foco do supply chain está justamente nesta otimização de processos logísticos, que começa desde a expedição do pedido e vai até a entrega do mesmo.

Não existem modelos perfeitos e que estão sempre certos. Cada negócio tem necessidades específicas que irão precisar de modelos adaptados de supply chain. Com tantas opções e tendências no mercado, como lockers e até hubs logísticos, sistemas cross-docking e transit point que eliminam armazenamento convencional, o potencial de customização é extremamente grande.

O supply chain irá gerenciar todo o processo, entre eles três pontos principais: a movimentação de pessoas, de finanças e de informações. Tudo isso deve ser levado em conta durante o planejamento logístico de uma empresa.

É responsabilidade da logística gerar valor, portanto, garantir que a gestão dela é eficiente depende de alguns fatores como:

  • Fornecedores confiáveis e diversificados;
  • Independência de fornecedores, para que a empresa não fique vulnerável quando um fornecedor falha ou está incapaz de fornecer;
  • Sistema de estoque e armazenagem inteligentes, assim como transporte que lide com esses sistemas de maneira eficiente;
  • Produção impulsionada com eficiência, entre outros.

Quando o supply chain atua de maneira eficiente, o resultado final é a satisfação do cliente, que é algo extremamente importante para que uma empresa possa ter lucros. Ele traz benefícios como redução de custo operacional, entrega com qualidade e mais pontual, além de garantir melhoria na imagem das empresas envolvidas em cada etapa da cadeia.

Confira mais conteúdos como esse em nosso blog.

WhatsApp
Facebook
X
LinkedIn

Deixe um comentário

plugins premium WordPress

Orçamento